O que a Igreja diz sobre o aborto

O aborto é um pecado que brada aos Céus e clama pela vingança de Deus**

*as estatísticas e os especialistas divergem sobre este
número, mas muitos chegam à conclusão de que
3 MILHÕES de abortos são cometidos por ano no Brasil

O aborto é um pecado grave?

— O aborto viola gravemente o 5º Mandamento da Lei de Deus:
Não matarás!

Por isso é um pecado mortal, que produz a “morte” na alma
daquele que o praticou, privando-o da graça de Deus que é
sua vida sobrenatural, e tornando-o merecedor do inferno.

Essa é uma questão definida pela Igreja?

— O Papa João Paulo II declarou*:

“Com a autoridade que Cristo conferiu a Pedro e aos seus
sucessores, em comunhão com os bispos (...), declaro que
o aborto direto, isto é, querido como fim ou como meio,
constituiu sempre uma desordem moral grave, enquanto
morte deliberada de um ser humano inocente
(...).

Nenhuma circunstância, nenhum fim, nenhuma lei no mundo
poderá jamais tornar lícito um ato que é intrinsecamente ilícito,
porque contrário à lei de Deus, inscrita no coração de cada homem, reconhecível pela própria razão e proclamada pela Igreja”.

* Encíclica Evangelium vitae, nº 63, 25 de março de 1995

Acenda agora a sua Vela pela Vida, contra o Aborto

Qual a punição especial da Igreja para aqueles que praticam
o aborto?

— Ela está prevista no Código de Direito Canônico, no cânon 1398: “Quem provoca o aborto, seguindo-se o efeito, incorre em excomunhão latae sententiae”.

Isso quer dizer que está automaticamente fora da Igreja e excluído dos sacramentos. Caso se arrependa e queira reconciliar-se, terá que recorrer ao bispo diocesano para obter a absolvição ou a algum sacerdote investido de poderes especiais para conceder tal absolvição.

O que os católicos podem fazer concretamente contra o aborto?

— O intrépido pensador e líder católico brasileiro, Plinio Corrêa de Oliveira, dizia:

“Ao católico que mergulhar na deliciosa inércia, e com falsa humildade perguntar ‘Quem sou eu? Que posso eu fazer,
se sou um mero particular, sem posição de destaque que me permita exercer uma ação eficiente?’, lembramos que,
se todos os católicos brasileiros soubessem reivindicar os direitos da Igreja em suas conversas, em suas discussões,
em toda sua vida, nunca teria sido nossa Constituição deformada por um positivismo ridículo, obsoleto, com que se
pretende fazer de nós a caricatura cruel de um povo civilizado.

Combatamos. A Igreja espera que cada um cumpra o seu dever”.

Acenda agora a sua Vela pela Vida, contra o Aborto

**Transcrito do livro CATECISMO CONTRA O ABORTO, do Pe. David Francisquini - Artpress 2009 - 2ª edição

Associação Devotos de Fátima
Rua das Orquídeas, 409 - Bairro da Saúde
CEP 04050-000 - São Paulo - SP
Telefone: (11) 4368-2253